terça-feira, 22 de novembro de 2016

Antecipando saudades (outra vez)

Moça, sinto um nó na garganta cada vez que penso na tua partida, mas me dói o peito quando sei que você vai ficar. Porque você precisa, urgentemente, ser feliz... E não sou egoísta, mesmo que quisesse sê-lo, mesmo que chore quando penso... Quero que você seja feliz. Quero que seja livre. E isso significa ver os quilômetros aumentando novamente, algo que não pensei que teria de enfrentar outra vez. Se tudo der certo, centenas de quilômetros crescerão entre nós.
Mas me dói. Me dói não ter tua companhia constante, tua presença. Pode ser que demore, mas sei que vai acontecer, e quando acontecer vou sentir sua falta como se tivessem me roubado uma hora de cada dia. Vou olhar pros lugares e pensar em você. As músicas me lembrarão você, e também o silêncio...
Já sei quanto demora para me acostumar com a ausência, o tempo que leva para as lembranças se tornarem menos dolorosas. E no fim, sei que vou ficar bem. Mais uma saudade guardada no peito, mais um sorriso quando me lembrar de nós duas.

Um comentário:

  1. "vou sentir sua falta como se tivessem me roubado uma hora de cada dia" perfeito esse trecho.

    A saudade é realmente um sentimento ardiloso, e antecipá-la então...

    ResponderExcluir