segunda-feira, 17 de novembro de 2014

É o que me interessa

"Daqui desse momento, do meu olhar pra fora, o mundo é só miragem..."

Quando você se conhece melhor e passa a definir aquilo que é, o que gosta e o que não gosta, quando se está mais próximo daquilo que se é de verdade, descobrindo sentimentos e sensações novas e bem-vindas... Passa a se defender porque finalmente compreende o que sente e consegue se defender diante das injustiças da vida, distingue melhor o que gosta, se afasta de quem não faz bem, de quem aprisiona e limita - porque quando se tem contato consigo mesmo se percebe que não dá pra gostar de tudo e de todos, e que não é preciso gostar de determinada pessoa para respeitá-la...
Então você se torna você mesmo com uma força cada vez maior... e vai se tornando cada dia mais. E sente que seu compromisso maior é consigo mesmo - o compromisso de ser fiel àquilo que faz bem, o compromisso de agir de acordo com o que se sente independente do agrado ou desagrado alheio, independente de aprovações externas.
E vai se libertando dos rótulos e da necessidade de aceitação daqueles que não se importam, vai se respeitando e se aceitando e aceita e respeita o outro também, sem precisar moldar-se, sem precisar moldá-lo...
Então se é mais leve e essa leveza significa o mundo... E o que interessa deixa de ser o que agrada outrem ou exige em demasia pra ser verdadeiro e ser, finalmente, aquilo que interessa. É como estar em paz.

Só o que me interessa.


Este texto faz parte do projeto literário 16 on 16, conheça os outros blogs participantes do projeto: