sexta-feira, 2 de maio de 2014

Eu me despeço

Eu me despeço daquilo que me faz mal, de quem sorri falsamente e ao mesmo tempo pensa mal de mim. Eu me despeço e digo: vou tarde! Deveria ter ido antes, muito tempo atrás, antes de aprender com a experiência que tem gente no mundo que não quer o bem de outrem, que se aproxima por interesse, se aproveita, e não vai embora sem antes abrir feridas que demoram a curar. Eu me despeço com um sorriso: há despedidas que devemos comemorar! Há distâncias que devemos preservar!


Um comentário:

  1. Eu também quero me despedir de tudo isso, Daniela! Preciso da sabedoria de me distanciar daquilo tudo que me faz mal.

    ResponderExcluir