terça-feira, 8 de maio de 2012

Se eu for embora amanhã

Se eu for embora amanhã
talvez a minha partida não doa em ninguém
mas doerá em mim a falta que tudo me faz.
Porque eu me sinto como se fosse alheia a tudo isso
a todos.
Me sinto sozinha num mundo tão grande
de pessoas tão pequenas
que não se importam em fazer sorrir.
E não se importam em se importar.
Que diferença faz o que o outro sente
quando isso não pode nos afetar?

Eu sei a dor que eu sinto
e ela está tão escondida que às vezes parece nem existir.
E dói também essa falsa inexistência.
Dói pensar que está tudo bem e de repente descobrir-me tão entristecida.

As coisas têm dado certo pra mim
mas ainda há um vazio que sufoca
uma solidão que transborda
que eu não quero guardar.

Ainda há esse amor não dado
e as palavras não ditas
os desejos insaciados.

Há o medo de cair
e a coragem de tentar.

Mas não há quem tente comigo.
E eu não quero mais ficar sozinha.

12 comentários:

  1. Que bonito Dani, até a tristeza dá frutos de encanto!
    Tem dias que a gente se sente assim, uma formiguinha numa multidão.

    ResponderExcluir
  2. E mesmo quando a gente não consegui se encontrar, há um caminho já planejado pra nós e é nele que nos guaimos. nele que seguimos em busca de tudo que houver de melhor. sempre.
    haverá um momento oportuno que poderás demonstrar tudo que há de mais grandioso em ti e sentir tudo que mereces!

    te desejo tudo de melhor,sempre.

    bjs. Carlo Lagos.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Dor que às vezes aparece pra fazer a gente pensar na vida, mas não é bom mesmo que se siga em frente sozinha... Mas é bom lembrar que você nunca está sozinha, de verdade. O problema é que às vezes a gente quer uma compania diferente, um abraço, sei lá.
    "Há o medo de cair
    e a coragem de tentar."
    E se algo vale a pena, que tente mesmo.
    Um beijo!

    http://jushmidt.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Como são complexos os labririntos da felicidade, não?

    Nós estamos teoricamente felizes, as coisas acontecem mas num momento em que paramos para pensar - ainda que involuntariamente - algumas peças não parecem estar no lugar.

    Mas o caminho é sempre a liberdade de sentimentos. Devemos nos permitir viver o limite da nossa existência.
    Talvez o que falta está perto e desistimos por achar demais.
    Nunca é demais. Sempre vale a pena despejar a última gota de suor para sentir a plenitude de uma vida.

    Mantenha o sorriso.

    ResponderExcluir
  6. Muito bonito amiga.. fico sabendo um pouco como esta ,de verdade.

    ResponderExcluir
  7. Já me peguei muitas vezes imaginando a minha morte e perguntando-me como as pessoas se sentiriam, quanta falta eu faria, se é que faria alguma. Também, já peguei-me imaginando a morte de amigos e de familiares, o que muito me enraivece. Não quero imgainar isto, mas imagino. É triste e choro. São pessoas queridas e que me fariam falta.

    Esse último pensamento, o do falecimento de pessoas queridas, procuro logo dispersar de meus devaneios pondo a mão em minha cabeça, balançando-a, ou cantando alguma música.

    Sinto-me solitário, mas tenho em mente de que existem pessoas que nos valorizam e nos amam. Elas podem não verbalizar os sentimentos, mas estão lá em gestos como o abraço, um aperto de mão carinhoso, um beijo no rosto, um sorriso, um elogio, etc.

    Se eu fosse embora amanhã, ficaria com certeza entristecido pela falta que as pessoas que conheci e os lugares em que me diverti com elas me fariam. Isto faz parte. Se isso não existisse o que seria da Saudade. Esta, às vezes, serve como medidor da ternura, creio eu.

    Aonde quer que vá, deparar-me-ia com novas pessoas e lugares. O Tempo cuidaria de lapidar as novas relações e a futura possível saudade que me envolveria, caso fosse, novamente, embora.

    Chega, isto era para ser somente um comentário. Este não deve ser tão longo, e sim curto e preciso. Desculpe-me pelas muitas palavras aqui postas. Elas sairam incontroláveis, devido ao imã que "Se eu fosse embora amanhã" tornou-se.

    Tenha um bom final de semana. Se a solidão for sua única companhia, abrace-a. Só não se deixe dominar completamente por ela. Deixar isto acontecer pode ser perigoso e o caminho à vida pode insurgir-se difícil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Me encontrei em suas palavras. É tudo o que sinto. É tudo o que se passa aqui dentro.

    ResponderExcluir
  9. Se sentir sozinha é muito ruim mesmo, flor. Mas uma hora a gente se completa, nem que seja com a gente mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Dani, que palavras lindas. Você me deixa encantada, senti falta de ler sua escrita.
    Volto mais vezes, eu prometo.
    Um abraço apertado, @pequenatiss.

    ResponderExcluir