segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Carta de Natal

Querido Noel, sei que estou um pouco crescidinha para lhe escrever, apesar disso, lhe escrevo... Porque eu precisava escrever, sabe? Para alguém que não fosse me julgar, entende? E às vezes eu preciso muito escrever, mas algo me impede. Talvez seja o medo de ser lida, de ser compreendida... Constantemente me sinto como uma criança, uma criança de quase 18 anos que não quer mais crescer, e não quer responsabilidades e todas as coisas ruins que a fase adulta envolve. Uma criança assustada.
Eu fiz uma lista não muito grande de presentes que eu gostaria de ganhar nesse Natal. Presentes materiais, que nada tem a ver com o que eu quero de verdade, com o que eu realmente preciso...
Eu gostaria de ganhar duas canecas lindas que eu vi numa loja hoje de manhã, e também gostaria de ganhar um perfume(igual ao que minha mãe me deu no ano passado, no Natal), e porta-retratos; mas quero porta-retratos com fotos e lembranças. Quero lembranças, doces lembranças. E aí já não há nada de material, apenas o desejo inocente de poder fechar os olhos e sorrir - com lágrimas ou sem - pensando nos momentos que eu já vivi.
Também quero que aceitem - que respeitem - a situação pela qual estou pasando. Quero que respeitem as minhas escolhas, as minhas dores, minhas alegrias e medos ininteligíveis. Quero que aceitem que às vezes a gente precisa chorar um pouco, e precisa se calar um pouco, pra entender o que se passa em nosso interior. E não quero ser criticada por isso, não quero que me olhem com desdém pelo simples fato de eu estar fazendo o que sei ser necessário para mim. Não peço atenção maior, Noel, mas me dói ser deixada de lado, como um trapo que já foi usado e não interessa mais...
E me sinto especialmente infantil quando penso assim, quando me doem estas dores... Já não posso ignorar, não consigo. Se o faço, sinto como se estivesse traindo a mim mesma, e também não posso me trair pelo que irão pensar e dizer(porque sei que irão pensar e dizer) quando eu não sorrir ou tiver os olhos marejados de sentimentos cansados...
Quero, Papai Noel, e este é o meu pedido mais sincero, que não deixe as coisas bonitas acabarem. Essas coisas que hoje me fazem sorrir e chorar ao mesmo tempo, de amor e medo de perder, sabe, Papai Noel? Não deixe que essas coisas bonitas se percam. Não deixe, não deixe, não deixe.
Suporto o desprezo de quem nunca se importou comigo, mas não suporto a indiferença das pessoas que sempre amei e cuidei. Não deixe as coisas bonitas irem embora assim, simplesmente porque eu estou indo embora, pois tudo o que eu quero, Papai, é ficar.

13 comentários:

  1. Meus desejos ao Papai Noel são quase os mesmos :x

    ResponderExcluir
  2. Tão bonita a tua carta, Dani...Acho que fez bons pedidos.

    Também escrevi uma mas ainda não decidi se vou postar.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Lindo e de tão sincero chega a doer. Que teus pedidos ao bom velhinho se concretizem e que, com muita força e vigor, teus dias sejam cada vez mais iluminados. Te desejo uma luz intensa, de longe, te querendo muito ao meu lado.

    ResponderExcluir
  4. Também não quero crescer, isso tem ficado cada vez mais complicado, o mundo não é assim tão bonito como a gente acha quando é criança.

    ResponderExcluir
  5. saudades de colocar meus pequenos pares de meia na janela.

    ResponderExcluir
  6. Isso foi muito lindo amiga, quase chorei!
    Vc consegue tocar milhares com as palavras .

    ResponderExcluir
  7. adoreeei , muito boom (: ficou maravilhoso lindo

    ResponderExcluir
  8. Dani, que carta bonita viu!
    E faço meu o seu pedido. Que as coisas bonitas não se percam, que as coisas sinceras não sumam.
    Que o Papai Noel nos presenteie o ano inteiro com pessoas boas e verdadeiras ao nosso lado. As que queremos tão bem.

    ResponderExcluir
  9. Que lindo, primeira vez que leio alguém desabafando sentimentalismos para o bom velhinho. hahaha, menina, de onde tirastes isso "(...) e porta-retratos; mas quero porta-retratos com fotos e lembranças." Que coisa mais bonita, adorei essa parte, pois precisamos de bons momentos, e é coisa que geralmente não pedimos ao Noel. rsrs, espero que venhas me visitar hein? rsrs.. Andando Distraído.

    ResponderExcluir
  10. Bela cartinha..
    e que seus pedidos sejam atendidos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Dani, Dani querida minha querida!!!
    Quanta saudade!! Quantas novidades!! Fiquei tão feliz por você. Fiquei tão feliz de te ver de volta. Ô menina ja tinha deixado recado aqui no seu blog. Sua cartinha tá linda, e eu desejo que papi noel seja generoso com vc. Desejo mais ainda que tudo que vc quiser se realize.
    Desejo de volta a nossa amizade.
    O amigo é a outra metade da gente
    O lado claro e melhor, Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos;
    Se precisar pode contar, o email é o mesmo.
    Dani seja feliz!
    Beijos

    ResponderExcluir