domingo, 8 de maio de 2011

Reflexões d'uma madrugada insone.

"You're only the best I ever had."

Sua imagem cativou-me a distância, como se fosse possível, um dia, tocar-lhe... Mas não é, absolutamente. Só sei querer o impossível, o alcançável parece-me tão pequeno e irrelevante, quero mesmo o que jamais poderei ter. Há meses não tenho me permitido sonhar, possibilidades muito aceitáveis não me atraem. Quero o que machuca, o que fere, faz sentir e pulsar. Suas palavras - minhas velhas conhecidas - não foram suficientes para prender o meu olhar, não como o seu sorriso e os seus gestos - que jamais terei.
"Platônico" talvez seja a palavra apropriada, mas esse é só o começo e quem sabe se lembrarei da sua risada ao amanhecer? Hesito ao fechar os olhos - não quero esquecer - no entanto, não é algo que eu possa escolher, sou vítima de mim também. Tão absurdo, mas eu passaria a noite em claro para observar-lhe. Você se foi e já é tarde para algo mais.
Se a distância permitisse, guiaria suas mãos até minha cintura enquanto envolveria-o em um abraço que tornaria tudo mais verdadeiro - e real. Se a distância permitisse tomaria os teus lábios em minha boca, calaria a tua voz em um sussurro. Sua pele mesclar-se-ia à minha, e a noite transformaria-se em doces lembranças e mais tarde a saudade surgiria, como que por obrigação - só para lembrar-me de que já não o tenho, de que nunca o tive.


17 comentários:

  1. Eu sempre falo/penso/escrevo sobre como o impossível me fascina. Eu gosto de sangue, Dani. Eu gosto mesmo de sofrer e gosto também de reclamar. Acho que todo poeta gosta. Acho que é o nosso alimento. Não que a felicidade não inspire... mas o impossível é muito mais delicioso. Somos masoquistas.

    Você sabe o quanto é especial te ler, não sabe? Você tem luz.

    Ps: obrigado por tudo, linda.

    ResponderExcluir
  2. Sim, todos nós gostamos do proibido, do intocável, do distante. Texto rico, parabéns.
    P.s: Acho mesóclise um charme rs.

    ResponderExcluir
  3. O amor impossível parece render vários textos lindos, e é verdade. Falar sobre algo que muita gente deseja deixa tudo mais vivo, mais verdadeiro de se ler. Todo mundo gosta desse drama, de sofrer e de se sentir mal por alguém que as vezes nem sabe que ela existe. Humanos apaixonados, todos loucos e indecifráveis.

    ResponderExcluir
  4. Lindo, amiga,

    Por que o que é distante soa-nos tão místico? Ou, ainda, por que está distante aquilo que tanto desejamos?

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Tão romântico e sensível. Meu amor, vou repetir o que sempre te digo só mais uma vez pra você não se esquecer: Você tem uma forma única de escrever. Impossível comparar com qualquer autor.

    ResponderExcluir
  6. ''e mais tarde a saudade surgiria, como que por obrigação - só para lembrar-me de que já não o tenho, de que nunca o tive.''

    A saudade, é talez, a única prova que sempre resta, de que tudo foi mesmo real.

    Magnífico, completamento íntrinseco em mim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Que delícia de desejos...Tão nossos, humanos.
    Voltarei.

    ResponderExcluir
  8. Oi. Tudo blz? Estive por aqui. Gostei. Muito legal e interessante. Apareça por lá. Abraços.

    ResponderExcluir
  9. muito lindo seu blog Dani, amei! nova seguidora aqui e espero que me siga.. um beijo!

    ResponderExcluir
  10. a ideia do estar romantico, o estar que não precisa existir para se gostar

    ResponderExcluir
  11. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    DANIELA

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  12. "Só sei querer o impossível, o alcançável parece-me tão pequeno e irrelevante, quero mesmo o que jamais poderei ter." Gostei muito
    Costumamos nos interessar por brasas quentes demais, que só irão nos machucar e perseveramos nas próprias dores. Lastimável? Não! Amadurecemos mais do que percebemos com a nossa própria irreverência aos fatos.

    ResponderExcluir
  13. Não é platônico quando se deseja o que merece.
    Não lamente a impossibilidade, celebre a escolha correta. A aposta.
    Aposte no otimismo.

    Está belo.

    ResponderExcluir
  14. Você sente tudo tão intensamente... Se tudo o que você escreve é verdade, então admiro muito você. Não por ser uma heroína da nossa geração ou algo do tipo, mas apenas por se permitir ser você mesma nesse mundo que vivemos hoje. Por se permitir sentir tudo isso e ainda assim não abrir mão de sonhar para não sentir dor.
    Tudo isso que estou falando, não sei bem se é pra você. Talvez eu esteja idealizando demais, não sei, mas por enquanto sou sua fã kkk
    Bjs

    ResponderExcluir