sexta-feira, 6 de maio de 2011

Breve reflexão de Cazuza, carta Dani.

"Escrevo numa tarde cinzenta e fria, trabalho pra espantar a solidão e meus pensamentos..."

Sábio Cazuza, que deixou-se morrer apenas depois de viver. Que compôs, cantou e viveu sob os olhares emocionados de quem não teve coragem de fazer o mesmo. Nasceu e morreu antes de eu existir, e isso não me dói de maneira alguma, só estou soltando palavras que estão há semanas perdidas em meus pensamentos. Eu pre-ci-so escrever, e nada parece bom o suficiente.
Vivi momentos que descompassaram meu coração e mesmo assim palavra alguma quis abandonar-me, pois a partir do momento em que escrevo, expulso de minh'alma tudo o que antes me habitou, fica só a saudade do que senti e passou. Palavras são traiçoeiras - apesar de serem leais, machucam apesar de salvarem.
Palavras fogem e não dão explicação alguma, voltam ou não; em tarde frias ou noites estreladas. Que as palavras sempre voltem.

10 comentários:

  1. escrever liberta =)

    ResponderExcluir
  2. Cazuza é uma eterna paixão. Eu também não era nascida quando ele vivia, mas, a ligação transcedeu o tempo.
    Quanto às palavras, não esqueça: é o seu dom. Elas não nos abandonam por completo, penso que elas ficam na espreita, vezenquando, querendo que a gente viva sem muito pensar.
    Elas voltam, Dani, ah elas voltam...

    ResponderExcluir
  3. "Amor escravo de nenhuma palavra,
    Não era isso que você procurava,
    Não viu no fundo da retina a mágoa..."

    ResponderExcluir
  4. Cazuza é de alma,de profundidade (:
    Sinto saudades amiga !

    ResponderExcluir
  5. Um poeta cantor, assim como Reanto Russo.
    A verdade é que: ''Os bons morrem cedo.''

    ResponderExcluir
  6. Sábio Cazuza que escrevia com a alma na ponta dos versos, e que até hoje vive por aqui...

    Beijos linda

    ResponderExcluir
  7. elas voltam.
    só não tente forçar a volta. espere, com tranquilidade. com muito álcool, de preferência.

    ResponderExcluir
  8. Sabio si era o cazuza.
    Linda carta.
    As palavras voltam sim, as vezes voltam tão intensa que machuca um pouquinho, ou nos fazer refletir, ou nos abraça....
    Palavras são tão poderosas.

    beijão

    ResponderExcluir
  9. Há quem fale muito bem sobre ele, há quem fale muito mal, mas algo é inegável: Ele foi um grande poeta. Quanto às palavras, indo e voltando, ou simplesmente não voltando, sempre nos completam, sempre nos trazem um sentimento bom de liberdade, de preenchimento. Mais do que outros, que eu sempre julguei tão importantes, elas, as palavras, estiveram comigo, foram a minha paz, o meu abrigo, o meu descanso, o meu escape. Palavras, ah, é o único amor que com tantos partilho sem sentir ciúme.

    ResponderExcluir