quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Yesterday.

Balançava-se na rede, um livro negro nas mãos. A chuva caia, fria, o vento tocava sua pele e esta se arrepiava instintivamente. "Um chá, talvez", pensou, mas o que se via à distância não permitia-me ouvir seus pensamentos ou simplesmente fitar seus olhos, pois estes estavam perdidos entre folhas e linhas e palavras de segredos alheios, mas o chá à aqueceria, eu sei, acalmaria seu coração sempre descontrolado, confortaria a dor inesgotável. Era por isso que o fazia, fervia a água, despejava-a em sua caneca cheia de mosaicos - presente de seu amado irmão - com dois sachês de chá, deixava-os lá por vinte minutos, adoçava - pois o amargo da vida não lhe era suportável. O aroma despertava-lhe os pensamentos. Cessava a leitura, envolvia a caneca com ambas as mãos - para aquecê-las -, olhava o céu, escutava a chuva, fechava os olhos e por fim sorria.

9 comentários:

  1. Olá! Aqui é a Ana Beatriz do Story Of Princess lhe convidando para conferir o meu novo site, o Http://elasdisseram.com que trará novidades de textos, crônicas, dicas de livros e muito mais.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. 2 sachês de chá silvestre, cinco minutos na xícara e um gole de saudades. Puro, sem açucar apenas com as palavras e lembranças de doces momentos e preciosos aromas.

    Agora, uma xícara chá de morango, uma bela leitura e saudades de ti!!!

    Beijos Dani!!!^^

    ResponderExcluir
  3. Imaginei tudinho com essa tua descrição... ótimo texto!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. oi.. nunca mais apareceu lá no meu blog ( http://otaviomsilva.blogspot.com )... to só passando por aki pra ver como anda o seu... muito interessante seu blog, vou voltar assim que puder.
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  5. muito bom saber disso .
    e , se Deus te inspira do NADA, acho até que é um dom mesmo , não só talento o que vc tem quando escreve .

    até mais, tem novo post lá (depois de muuiito tempo) !

    ResponderExcluir
  6. Lindo
    O chá sempre reconfortante, afugentando temporariamente os problemas. Adorei
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. O amargo da vida às vezes nos dói demais.

    Dani, estou sem pc, só vou pega-lo amanhã..
    Não sei se vc mandou email mais aguenta um "cadinho", rss.

    Beijos e um final de semana cheio de paz e luz!!

    ResponderExcluir
  8. A chuva
    O vento
    Os livros
    e os sorrisos.

    Que lindo, adorei aqui! :D

    ResponderExcluir
  9. Também visualizei toda a cena, ótimo e inspirador texto! (:
    Beijos.

    ResponderExcluir