quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Tarde demais.

Lhe espero. O vento frio anuncia a chuva, você disse que estaria aqui, que viria, que precisava me ver, me sentir. E por essas mesmas necessidades estou aqui. Olho o relógio outra vez, passaram-se dois minutos. E a quanto tempo estou aqui? Talvez os anos tenham recomeçado e chegado ao fim enquanto eu olhava as estrelas, sem perceber. Dias e noites marcaram-me como tatuagens de uma espera inacabável. Como se essa dor nunca fosse me abandonar. Desvio o olhar para o horizonte, nuvens pesadas se aproximam rapidamente. Talvez uma tempestade afogue minhas mágoas, talvez apague a unica luz que ainda posso ver, talvez me congele, pois já está tão frio...
A música toca, lentamente, a música que um dia você fez para mim. Dói como a sua voz na lembrança, dói como o perfume esquecido da sua pele.
Sinto as primeiras gotas de chuva, posso vê-las, também, no chão antes seco. Seco como os meus olhos cansados de chorar. Secos como a minha garganta depois de tanto gritar. Aos poucos a água lava a poeira, leva a saudade, deixa somente esse vestígio de tortura que me arruina juntamente com esse céu sem estrelas. As cicatrizes preenchem minha pele pálida e gélida, um grito ecoa em meu interior. A chuva pára, o vento cessa, a tempestade era dentro de mim e acabou. Você não veio. Não ouço a música, calou-se. Olho o relógio, está parado, os ponteiros indicam: tarde demais.

"Será que só eu sinto a sensação de estar sempre faltando algo?"
Clarice Lispector.


Here comes the rain again, falling from the stars.

31 comentários:

  1. Meio que sem palvras. E olha que é muito difícil eu não ter o que dizer...

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. No meu blog, http://lenjob.blogspot.com, tem os cinco poemas diarios, mas peço que dê uma passadinha no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, que bombou com a nossa cultura esta semana. Aguardo.

    João Lenjob.

    Borboleta
    João Lenjob

    Laço e serpentina
    E embrulha num presente
    Borboleta
    Crença tão divina
    Mil confetes e pirueta
    Borboleta
    Aquela lágrima vem aqui brilhar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Trapezista pra retina
    Sonho de bailarina
    Borboleta
    Artista todavia
    Movimento sorridente
    Borboleta
    Dá pro mundo aquele dom pra acreditar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Linda lá no bosque
    Brinca na floresta
    Borboleta
    É na cachoeira
    Ou talvez até pousada
    Borboleta
    Faz aquele encanto de brotar assim no ar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Colorindo o céu
    Chega cintilando
    Borboleta
    Colore toda a vida
    Suas pétalas são rosas
    Borboleta
    Mágica pra vida e alegria pro olhar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    ResponderExcluir
  3. Tarde demais! Tenho medo dessa frase, mas seu post está lindo como sempre.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Lindo demais! adorei, de verdade *-*
    e obrigado por passar lá no meu blog :)

    beijo.

    ResponderExcluir
  5. Danada você, Dani. Quando você se entrega você é linda, mas quando te tomam posse, fica mais linda ainda. Nunca é tarde ;-) Amei, simplesmente amei!

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente me apaixonei. Você perfuma seus textos com perfeição!

    ResponderExcluir
  7. ''pode ser a eternidade, mas, eu ando sempre pra sentir vontade''

    Nunca será tarde demais enquanto o brilho que há em teu coração perdurar.

    Vc vai superar toda dificuldade, toda saudade, todo sentimento que lhe deixe down. Estou com vc e vou estar por um bom tempo.

    ;)

    ResponderExcluir
  8. Ela voltou graças a Deus! (:
    É complicado sabia? Sempre precisamos de algo pra nos preencher, sempre. Sentimento de vazio, queremos sempre mais...

    acho normal, e se não fosse normal, não teria graça. Pois a graça da vida é a busca incessante das coisas.

    òtimo texto querida, um beijo!

    ResponderExcluir
  9. Eu também tenho a grande sensação de que falta algo, digo, alguém na minha vida.

    adorei o post
    bjs

    ResponderExcluir
  10. ei de novo ;*

    já me respondeu: se baseia naquilo que julga certo.
    nem sempre aquilo que achamos ser o certo ou justo é ; a Bíblia tá aí pra provar .

    até :D

    ResponderExcluir
  11. Que lindo.
    Estou seguindo, segue também http://www.walkonthemoonx.blogspot.com/

    bjo.

    ResponderExcluir
  12. A gente espera, o tempo necessário para que eles apareçam. Mas o tempo cansa, a onda ruim passa e nos vemos diante de algo antes desconhecido: o começo de outra vida. Precisamos seguir, sempre.

    ResponderExcluir
  13. Fantástico! Como sempre, a rainha das belas palavras!

    ResponderExcluir
  14. Eu sempre tenho a sensação de que está faltando agora.Principalmente agora que as palavras sumiram da minha mente :/
    -

    Beeijão!

    ResponderExcluir
  15. É tão ruim não ter o que dizer! Eu acho que sempre falta algo em minha vida, acho que sentir isso é normal!

    Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Por mais triste que sejam, por mais dolorido que demonstram ser, eu adoro o jeito que utiliza as palavras que transforma esses sentimentos sufocantes em versos e me descrevem completamente.
    É melancólico mas real! Uma falta nos bate, uma esperança persiste e a realidade destrói tudo que temos por dentro, tudo que fazia nosso coração continuar a bater...

    Fases, fases que serão superadas com toda certeza... E encontremos aquilo que nos falta.

    Se cuida !

    ResponderExcluir
  17. ah dani sempre com essa confusão e tipo um amor distante, USHAUSH obrigada mais msm vc não passando dos seis meses vc vai encontrar alguém que será a vida inteira. Acho que por enquanto esse 2 anos e meio que namoro estão sendo bons ou relevantes rs por isso da certo.
    bjs *-*

    ResponderExcluir
  18. ah dani sempre com essa confusão do tipo um amor distante hein, deve ser mt ruim parece que vc se sente bem sozinha.
    USHAUSHuh e obrigada por falar dos dois anos e meio quando vc encontrar alguém realmente bem especial vai ficar o resto da vida.
    bjs .

    ResponderExcluir
  19. Angustiante, lindo, perfeito. Não tenho mais comentários.

    ResponderExcluir
  20. Lindo lindo lindo... Nem sei o que dizer *-*
    Beijooo

    ResponderExcluir
  21. Você escreve muito. Sábia Clarice também, tenho a sensação de que falta algo, o tempo todo. Seus posts são incríveis :*

    ResponderExcluir
  22. Toca-me, como sempre!

    bom feriado querida,
    bj ;)

    ResponderExcluir
  23. Falta pra todo mundo. Falta prato de comida, falta carinho, falta atenção, falta amor. A falta que fazes não quer cessar. E aí, de tanto faltar, aprendemos a conviver com esse vazio. Decidirmos aceitar a nossa metade que ainda existe e nos contentamos em ficar sem a outra que ainda não chegou (ou já foi levada)

    ResponderExcluir
  24. Lindo lindo. Como dói a espera de algo que não vem... Mas a tempestade passa, sempre. Ah, eu também sinto o que sentia Clarice. =*

    ResponderExcluir
  25. Ah... Essas esperas que machucam!!

    beijos querida!!^^

    ResponderExcluir