sábado, 21 de agosto de 2010

A realidade por olhos cansados.

Nunca tive o problema de esconder olhos inxados e vermelhos pelo amanhecer. O único vestígio de dor é o cansaço transparente pelos meus traços calados, e isso poucas pessoas são capazes de notar. Mas só eu sei quando o meu coração bate descontrolado no peito, só eu sinto quando os olhos quase transbordam e resistem à tentação de desistir, de quebrar essa barreira que me impede de viver simplesmente, sem ligar às aparências que vou causar.
Porque na verdade ligo, não posso ignorar esse mundo que pulsa ao meu redor todos os dia e noites, não posso ignorar esses olhos que me seguem. Entretanto, não sou obrigada à acreditar nas mentiras que me dizem, nas loucuras insensatas que eu ouço. É simplesmente ridículo, e o que me machuca não são as palavras em si, mas o fato de que as pessoas ouvem e duvidam de minhas verdades, meus relatos.
Nesses momentos quero explodir, quero que o chão se abra sob meus pés e que eu caia infinitamente, pela adrenalida da queda que me proporcionaria um esquecimento gentil. E o vento incontrolável no rosto faria com que eu fechasse os olhos, não podendo assim ver o fim, o encontro ao chão, pois quando o tocasse, já não seria ninguém à não ser que minha alma pudesse sobreviver àquele momento de queda, aquela liberdade ofuscante, tão tentadora e deliciosa.
Por ela eu poderia até mesmo viver. Esquecer essa postura que me enfraquece as costas, esquecer essa mascara que eu vivo dia após dia. Não sou uma mentira ambulante, tampouco gosto de ser contrariada, difamada, destruída. Mas sou, o tempo todo, à cada momento oculto de meus olhos e ouvidos. Porque as pessoas temem que eu ouça ou veja, para que sejam desmascaradas, e isso não acontecerá, porque sou tola o suficiente para fingir que nenhuma dessas pessoas existem. Sou fraca o suficiente para ignorar a existência de seres tão desprezíveis e miseráveis em suas vidas mútuas e toscas.
Simplesmente deixo que falem e que pensem, finjo que não me importo e choro em silêncio quando ninguém pode me ver ou ouvir minhas pragas ditas no mais puro silêncio. Só não controlo os gritos internos que vivem dentro de mim, esses não preciso conter, porque não existe um ser nesse mundo que por algum momento tenha invadido o mais intimo dos meus pensamentos, sou sempre um mistério, mesmo quando abaixo a cabeça ao ouvir duras verdades ou quando jogo palavras sinceras no rosto de alguém que não merece, mas que já me fez o mesmo quando eu também não merecia.
Não, eu não vou implorar por perdão ou culpa, não jurarei eternidade se não posso garantí-la, não aceitarei promessas de loucuras, não escreverei uma história bonita. E isso exatamente porque não tenho motivos, não consigo encontrar vestígio de fato desde quando abri os olhos para um mundo que não era mais tão doce quanto eu sempre quis.
Meus planos são poucos, em preto e branco, com um ar triste e solitário, exatamente como o meu interior. Não acredito que sou uma alma alegre e saltitante, não poderia ser de forma alguma. Enlouqueceria em poucos e rápidos dias, pois não fui feita pra viver. Nasci simplesmente porque o ato do amor tornou-se presente, assim como a dádiva que é criar uma vida dentro de outro ser. E não existe nada de mais bonito, e não existe amor que seja mais sincero. Acho que são nesses amores que acredito, esses entrelaçados pelo sangue e a alma.
Deus do céu, acho que enfim esse universo desgraçado conseguiu o que de mim queria: a desesperança, o não-acreditar no amor. Mas ainda quero a paz, mesmo que sozinha e vazia em algum lugar pequeno e fosco, quero a paz. Quero a paz de forma inexplicável, quero para o pouco amor que sinto, um pouco de serenidade, talvez a eternidade.
A eternidade, para mim, seria uma tortura, eu acho. Não sou adepta à esse mundo de assassinos, não nasci para não respirar ar puro ou me sentir tocar pelos doces raios de sol pelas manhãs de domingo. Não foi por nada que vim ao mundo, não foi por mero acaso ou plano. Fui simplesmente jogada aqui, mandaram-me viver, gritaram com todas as suas forças e isso assustou a minha alma, molhou meus olhos como os de uma criança ao perceber que fez algo de errado.
Mas é sempre assim, a criança com os olhos molhados, é assim que eu me sinto, o tempo todo.

35 comentários:

  1. é nas horas difíceis que percebemos quem são os verdadeiros amigos...

    ESTOU DO SEU LADO, EM QUALQUER HIPÓTESE!

    ResponderExcluir
  2. Passando apenas para uma breve visitinha...
    Descupa minha ausencia...
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Os olhos cansados e vermelhos tb sao expressoes de sentimentos!!!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. tbm não me disseram que viver e crescer não era fácil.

    ResponderExcluir
  5. A dúvida, a desconfiança, a incredibilidade conseguem derramar lágrimas dos nossos olhos, né?
    Por mais que a gente não queira é inevitável!
    O importante é viver a vida. Chorar, mas sorrir também!

    Faz parte da peça! Faz parte do show da vida!

    ResponderExcluir
  6. Ninguém nunca me disse como lidar com as dores que não passam com um beijo, quando somos crianças sempre passam ne!
    Crescer não é nada fácil!
    E não há nada melhor a se querer se não a paz!

    Lindo texto, amei!


    bjos

    ResponderExcluir
  7. "Não sou adepta à esse mundo de assassinos, não nasci para não respirar ar puro ou me sentir tocar pelos doces raios de sol pelas manhãs de domingo."

    gostei disso... me fez ficar pensando e pensando e pensando... amém.

    *feliz final de semana..

    besos.

    ResponderExcluir
  8. eu adoro o jeito que voc~e escreve, adoro seus posts.
    com o tempo, vendo o mundo desse jeito ficamos sem esperanças, desanimados, sem saber o que fazer para voltarmos a sonhar.
    no fundo todos somos crianças esperando aquele doce e querendo ir pros braços dos pais quando está triste, né?

    beijoos, boa sorte com tudo!

    ResponderExcluir
  9. DANI MANDEI AS PERGUNTA VIUPRO SEU EMAIL
    PASSA RESPONDE E ME MANDA DE VOLTA

    beijos até mais

    ResponderExcluir
  10. gostei imenso do post :)

    poise' tenho o melhor amigo do mundo hehe

    ResponderExcluir
  11. nossa, que lindo, eu gosto de entrar nesse blog.
    um beijo.

    ResponderExcluir
  12. dani como vc mesmo disse, sempre me sinto assim tbm, acho que temos tempos que nos sentimos assim mais pessoa ex eu são sempre assim ~
    bjs *-*

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente, apesar de toda dor, o sofrimento,desilusão traz muito mais ensinos do que a aquela alegria que nos deixa bobos, sem muito o que pensar, além, é claro do amor que nos remetem.

    Palvras....sempre suas palsavras, dear Daniela...

    ResponderExcluir
  14. A dor pode até se afastar, mas se tiverem fincado suas marcas em nós, jamais passam.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  15. Dani,
    Tudo na vida serve para crescermos inclusive as dores.

    As Estrelas e os Cometas

    Há pessoas estrelas e há pessoas cometas...
    Os cometas passam.Apenas são lembrados pelas datas que passam e que retornam.As estrelas permanecem. O sol permanece.Passam anos, milhões de anos, e as estrelas permanecem.

    Há muita gente cometa.
    Passa pela vida da gente apenas por instantes.
    Gente que não prende ninguém e a ninguém que se prende.Gente sem amigos,gente que passa pela vida sem iluminar,sem aquecer, sem marcar presença.Importante é ser estrela.
    Estar junto. Ser luz. Ser calor. Ser vida.

    Amigos e Paixões são estrelas.Podem passar anos.
    Podem surgir distâncias,mas a marca fica no coração.Coração que não quer enamorar-se de cometas,que apenas atraem olhares passageiros.

    Ser cometa é ser companheiro por instantes,
    explorar os sentimentos humanos,ser aproveitador das pessoas e das situações,
    fazer-se acreditar e desacreditar ao mesmo tempo.Solidão é resultado de uma vida cometa.
    Ninguém fica, todos passam.Há necessidades de criar um mundo de estrelas.Todos os dias poder contar com elas e poder sentir seu calor.

    Assim são os amigos estrelas na vida da gente.
    São coragem nos momentos de tensão.
    São luz nos momentos de desânimo.
    Ser estrela neste mundo passageiro,
    nesse mundo cheio de pessoas cometas,
    é desafio, mas acima de tudo
    uma recompensa. Recompensa de ter sido luz para muitos amigos,ter sido calor para muitos corações,ter nascido e vivido e não apenas existido.(Autor Reinilson Câmara)

    Você é uma estrela lindinha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Dor sempre deixam marcas que nem o tempo cura.

    Amei, como sempre :)
    xx

    ResponderExcluir
  17. Dani que post triste, me senti tão amargurada amsi uma vez lendo, acho que é porque me faz relembrar coisas do passado, quando eu era uma menina triste e que lamentava da vida a todo insatante, sem atenção, carinho e amigos.
    Fiquei com o coração apertado aqui..

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Quanta angústia!Crescer não é fácil,mas sofrer te tira a força para encarar as adversidades.Eu sei que é uma garota muito forte,não se deixe abalar.

    ResponderExcluir
  19. Nossa...
    isso me deu um ar de não saber lhe dar com a maturidade..
    o inicio das responsabilidades..
    ou até mesmo, a ansia de tê-la logo...
    há na verdades várias formas, pra mim, de identificar tudo isso...
    e é simples...
    Mas não fácil de executar como a maioria das coisas...
    acho que agente sempre demonstra mais sofrimento do que o que realmente passamos, não sei se por desejo de pena, ou até mesmo, de afeto palavras de consolo!
    O importante é que o choro passa, e a vontade de voltar ser criança torna-se impensável e tola!
    é como dormir, embanhada no proprio vômito, acordar e comê-lo!
    :s

    ResponderExcluir
  20. Se esse for o texto que você estava em dúvida de postar, fez certissimo! Adorei! *.*

    ResponderExcluir
  21. Esse texto me fez pensar tanto em como deixei verdades passarem batidas, em como me escondi por entre as pessoas para jamais saber a verdade. Por muitas vezes caí, ainda estou aqui, no chão. Mas não sem vontade de levantar.

    Não desista de você, minha flor. Se Deus te colocou no mundo, é porque Ele quer alguma coisa de você. Você vai sofrer, mas também será muito feliz. É só uma questão de tempo :)
    E eu adorei a sinceridade !

    ResponderExcluir
  22. minha dor nao se esconde, meus olhos demonstram e o meu sorriso acaba sendo só disfarce, amei demais o post!

    ResponderExcluir
  23. Ola, gostei muito dos teus postes. Tenho um blog, o Portal Blog, onde posto blogs e postagens interessantes. Está novo ainda, mas irá dar certo. Te peço permissão para postar matérias suas, com o devido blog, é claro. Se concorda, me dê um sim aqui mesmo. E algumas postagens suas estarão lá tbm. Abraço.

    ResponderExcluir
  24. "Meus planos são poucos, em preto e branco, com um ar triste e solitário, exatamente como o meu interior. Não acredito que sou uma alma alegre e saltitante, não poderia ser de forma alguma. "

    Alma, calma, calmaria, bonita? Talvez, tudo depende do quanto quer olhar e do quanto quer acreditar!

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  25. Me identifiquei, como sempre, mas esse foi especialmente profundo. Também tenho horror a gente que duvida de mim, e parece que isso só faz com que elas apareçam mais e mais. Você tem razão em não demonstrar, mas não podemos deixar que o fato de reprimir faça com que morremos por dentro. Todas as pessoas de bom coração se tornam felizes, Daniela! =*

    ResponderExcluir
  26. AMOOOOOOOOOOOOR!

    To de volta :D
    Nossa que saudade dos seus textos =)
    Mas agora estarei sempre me atualizando...

    Da uma visitadinha no meu blog ^^

    Beijos amore!

    ResponderExcluir
  27. maravilhoso texto! Tens um talento fenomenal!

    ResponderExcluir
  28. "...o que me machuca não são as palavras em si, mas o fato de que as pessoas ouvem e duvidam de minhas verdades"
    As pessoas são um saco!
    hahahhaha
    lindo lindo texto *-*

    Beijoo :*

    ResponderExcluir
  29. Mas o que é que é verdade e loucura afinal?

    ResponderExcluir
  30. Que texto... Eu fiquei sem palavras...
    Apenas posso agradecer por vc compartilhar frases tão coesas e sinceras conosco.
    Abraço!
    ;***

    ResponderExcluir