sexta-feira, 2 de abril de 2010

Breathe.

E buscava em si uma pequena compreensão, uma razão. Seus dias vazios e iguais estavam desestruturando seu interior e nada conseguia fazer para ajudar-se. Lembrava-se do último homem, o homem que não vendeu sua alma, causou-lhe algo bom, boas mudanças e tristes resultados. Pensou em dezenas de saídas, fugas. Uma destas era buscar-lhe, procurar-lhe pela última vez, ouvir sua voz como uma despedida fria, um adeus superfícial. E então deixar-lhe para sempre, não mais precisar dos seus olhos, não mais sentir sua falta e enfim lhe esquecer.
Seria como uma última tentativa, lhe atrair mais uma vez, por mera curiosidade, e isso era uma mentira suja, curiosidade era tudo o que não tinha, nunca quis nada somente por saber, quis por precisar, necessitar como o ar e o mar para ver. Loucura seria ter de esperar todo aquele tempo, toda aquela eternidade. Tortura, esperar pelo momento certo, esquecendo-se de que o momento certo é sempre, basta fazê-lo existir. Mas buscou em todo o seu ser um pouco de paz para acalmar o coração e nada encontrou.
Sabia que se ligasse dispararia o coração como numa tentativa de suicídio. Sabia que existiria uma explosão, aquela voz entorpecente, aquele sorriso brincalhão nos lábios certos... Lábios certos que nunca dirão sequer uma palavra, voz esta que nunca será sincera como deveria.
Então tudo está errado, tudo está. Uma última tentativa depois de tanto tempo vazio, uma tentativa de recomeçar, somente por sentir um medo incontrolável de esquecer palavras. Palavras já foram esquecidas, palavras não podem ser gravadas, não todas, não sem exceções. E isso machuca tanto que às vezes me pergunto como posso suportar, dor está estampada em todas as paredes, em todas as cores, para demonstrar-se bonita, para demonstrar-se atraente.
Jamais encontrei uma dor tão bonita e egoísta que me fizesse sonhar como aquela noite de fevereiro, jamais busquei um abrigo tão incerto por tanto tempo. Como a chuva em meu rosto, como o momento acabando logo depois de começar, tudo acaba, fato angustiante, e machuca tanto que chego a chorar, gritar, mas permaneço e respiro, por algum motivo que eu esqueci, mas se um dia ele existiu, por ele vale continuar.

"Breathe for love tomorrow, cause there's no hope for today. Breathe for love tomorrow, cause maybe theres another way"

35 comentários:

  1. Está tudo errado, acredite.
    Mas é melhor do que está tudo certo.

    ResponderExcluir
  2. "Uma última tentativa depois de tanto tempo vazio"
    Nunca deixe de tentar. Pois há a "tentativa de (re)começar"

    ResponderExcluir
  3. ''Uma última tentativa depois de tanto tempo vazio, uma tentativa de recomeçar, somente por sentir um medo incontrolável de esquecer palavras. ''

    Muuito bonito e realmente muito profundo tudo o que escreveu. Me identifiquei bastante com o texto!
    Parabéns, flor! Tem pouco tempo que venho aqui, mas já adoro demais seu blog!
    Beijos, obrigada pelo comentário! Volte sempre que quiser ;)

    ResponderExcluir
  4. Uiui, gostei amiga, meus parabens
    meus beijoos ♥

    ResponderExcluir
  5. Tudo o que nos toca, tudo o que nos comove, vale a pena respirar; pela vida. Que coisa linda! Maravilhoso ainda é poder ler-te. Tuas palavras se tornam doces ao fim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. "(...)mas se um dia ele existiu, por ele vale continuar."
    Que lindo! *-*

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, Daniela, como sempre... Gostei das fotos novas também (bom, da última vez que entrei aqui não tinha, haha)
    bjs

    ResponderExcluir
  8. "Mas buscou em todo o seu ser um pouco de paz para acalmar o coração e nada encontrou."

    "...mas se um dia ele existiu, por ele vale continuar."

    Simplesmente AMEI!

    ResponderExcluir
  9. Acho que este foi um dos teus textos mais intenso e belo.

    ResponderExcluir
  10. Tão profundo e lindo *--*
    Beiijo.

    ResponderExcluir
  11. Obriagada, flor! Mas quem é você pra falar, seu blog é muito lindo! *-* estou seguindo! beijos

    ResponderExcluir
  12. A última tentativa é sufocante.
    Não tenho hoje coragem para realizá-la...
    Mas espero que vc tenha um dia!
    Parabéns! Belo, belo texto!
    ;***

    ResponderExcluir
  13. e a espera é sempre o mais torturante...feliz páscoa! bjão

    ResponderExcluir
  14. Basta dar uma respirada,...e recomeçar, sempre!

    ResponderExcluir
  15. sempre há aquele fiozinho d esperança.
    lindo texto..
    pra variar um pouquinho né dona fillippinni "massa" ? [ sem graça =/ ]

    abraços.
    ótima pascoa e claro
    o conselho em forma de pum.samento do dia:

    se um coelho bater em sua porta pedindo uma cenoura...
    negocie a cenoura por um ovo de páscoa...ou simplesmente fuja...já que coelhos não andam por ai...

    e mta gnt me pergunta..pq semana santa ? pq semana é feminino...
    então semana santa. e não semano santo...mas tem gente tão ruim nesse mundo que chamaria de seManda Santa.... =(
    Faith is the solution

    ResponderExcluir
  16. - NA ESPERNAÇA DE EXISTIR.FAZ COTINUAR!

    Belo Texto!
    beiijoo Flor!

    ResponderExcluir
  17. "Jamais encontrei uma dor tão bonita e egoísta que me fizesse sonhar como aquela noite de fevereiro, jamais busquei um abrigo tão incerto por tanto tempo."

    Que lindo isso! Eu ando meio apegada a uma dor linda que não me deixa também. Sei lá. Palavras às vezes são difíceis de desgrudar da memória...

    Obrigada pelo comentário no meu blog, moça :D Eu mudei meu template logo depois, mas obrigada hahaha. Andava cansada dele já, rs. Aliás, o seu é lindo também :) E gostei daqui, você escreve bem! Vou vir mais vezes! Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Continuar.
    Isso é bom.
    Apesar das desesperanças.

    ResponderExcluir
  19. Feliz Páscoa!!! Beijos e Passa la =)

    ResponderExcluir
  20. tão liindo..
    ameii..
    (por ele vale continuar.)
    feliz pascoa!
    bjOo!

    ResponderExcluir
  21. Ás vezes parece que tudo está errado.Mas um dia a gente se encontra (:

    -
    Beeijos;
    Feliz Páscoa .

    ResponderExcluir
  22. e a sua escrita esta amadurecendo!

    =)

    esta lindo, como sempre..

    ResponderExcluir
  23. Que lindooooo esse texto, parabéns você escreve MUITO bem!!!!

    ResponderExcluir
  24. and breath... just breath

    para ler ouvindo Anna Nalick- Breath ( 2 AM)

    http://www.youtube.com/watch?v=jPz3YaIJkjQ

    ResponderExcluir
  25. "por ele vale continuar", lindo *-*

    ResponderExcluir
  26. Acho que quando ressucitamos um personagem, um fantasma de dentro de nós eles fazem uma parte viva da nossa vida.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  27. seus post são lindos, e mi sinto sentida quando leio eles.

    'tudo acaba, fato angustiante' :/

    nessas quatro palavras ja se resumi tudo!

    ResponderExcluir
  28. Parece que sempre que a gente tenta algo por outra vez,vai ser tornando mais dificil e sufocante,o problema é que temos que aprender a lidar com isso.

    ResponderExcluir
  29. Primeiro: é impossível ser feliz sozinho.
    Segundo: chega de tentativas. Dê o tiro final. Ou melhor, faça "the final cut".
    Terceiro: é só da o primeiro passo, entende?
    Quarto: já te disse e vou dizer "again" I love you so much.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. A lenidade com que abordas cada entrelinha é o que me causa espanto, sabia?

    Um espanto bom. uma doce nostalgia de um passado recente, quem sabe, se faz até presente!

    SUBLIME.

    ResponderExcluir
  31. posteei fotosss sobre minhaa fantasiiiiiia.... fico mto legal, to muuuito feliz! hahahaha

    mas, eaai.. como foi de páscoa?
    se encheu de chocolate, como eu? haeuaheueha
    ninguem merce páscoa!! ¬¬

    ResponderExcluir
  32. Que liiiindo! e se vale a pena continuar, nao vire a pagina ainda.

    Boa semana dani e beijos ;)

    ResponderExcluir