sexta-feira, 19 de março de 2010

"Que encontre a paz no meio da escuridão..."

Por pensar em você todas as palavras fogem, uma encruzilhada armada pelo próprio ser. Como pode uma alma deixar algo destruir o ponto vital do corpo que habita? Corpo que limita, impede de voar. Por toda essa falta que me assombra por dentro, não sei por que insisto em querer o impossível. Acreditar que ao virar o corpo o seu estará ali me esperando, e não está.
O invisível se torna tocável, cada pedaço do mundo tenta se ajustar, bloqueia o reversível, os minutos deixam de passar, se quando eu fechar os olhos de noite meu grito pedir ajuda posso até fugir correndo, mas sei que nenhum abraço me acolherá. Ninguém me espera, saio de braços abertos pela chuva gélida e olhos fechados na tarde ensolarada. Se essa abstinência permanecer, logo roubo meu destino, compro minha paz.
Eu já busquei demais, agora quero a ternura e loucura de um beijo. De olhos fechados ninguém me verá chorar. Tempestade invade por dentro, comprime o coração atento, e depois do quase-fim, um recomeço. Resolvi parar, sorrir, descansar. Chorar se necessário, e falar algo que alivie a alma. Que alivie a alma dessa tortura interminável, que faça o coração bater livremente, sem nenhum peso, nenhuma dor. Resolvi parar de querer, buscar, encontrar, tocar... Sentir o vital. Resolvi ser forte e deixar tudo pra trás, uma grande parte de mim esquecida em alguma avenida vazia e silenciosa. Eu não quis cair, mas quando vi já estava assim e as estrelas pareciam muito distantes. Que seja feito pelo amor e não pela razão, que encontre a paz no meio da escuridão. Que guarde espaço para a saudade, para a eternidade do que acabou. Que a chuva pare, que o céu permaneça. Que o silêncio seja respeitado, inviolável.
Cada necessidade é como a sede não saciada e tudo isso me faz crer que mesmo depois de muito tentar o que eu tenho não é o que eu quero. E o que eu quero não existe, não permite, não resiste. O que eu quero não merece, não esquece, não engrandece e não aquece, mas é capaz de coisas que eu jamais citarei.
E sem sentido ou explicações, permaneço, e assim será.


"Mas é claro que o Sol vai voltar amanhã..."

37 comentários:

  1. eu amo todas as suas postagens :)

    ResponderExcluir
  2. Suas palavras são poesia, pura poesia.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. tudo isso são os caminhos do amor

    ^^

    ResponderExcluir
  4. "Mas é claro que o Sol vai voltar amanhã..."

    adorooo seus textos amiga. ♥

    ResponderExcluir
  5. Ahhh, eu sempre fico confusa com seus textos (?).Acho que as palavras são algo totalmente íntimos, por isso que ás vezes não entendo ~
    Mas fala sobre amor, e isso é lindo *_*

    -
    Beeijinhos;

    ResponderExcluir
  6. Bom encontrei refugio, e paz no meu Alone in the Dark.
    Nele tenho depositos de sentimentos guardados.
    Tenho lembranças, e desejos reprimidos.
    Fazer dos meus medos, superação e auto conhecimento.

    adoro teu lugarzinho

    bjos
    =]

    ResponderExcluir
  7. Menina, que texto bonito, cheio de ritmo e coração. Que você permaneça e siga, porque só assim será.

    Adorei suas letras, e o som delas me arrepiou os pelos.

    Um beijo pra você.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo flor!!

    "De olhos fechados ninguém me verá chorar. Tempestade invade por dentro, comprime o coração atento, e depois do quase-fim, um recomeço. Resolvi parar, sorrir, descansar."

    Recomeçar, juntar os pedaços que cairam pelo chão da amargura e sorrir novamente...

    Um beijo !!

    ResponderExcluir
  9. Nossa ameei seu blog, seus textos são lindos a maneira de que você se expressar é diferente gostei de mais estou seguindo já

    ResponderExcluir
  10. Palavras vindas do coração, algo melhor?

    Te amo! Zana.

    ResponderExcluir
  11. AMEI o blog, estou seguindo! beijos :*

    ResponderExcluir
  12. So mais um texto belo!
    E eu nao sei como é sua situação, se é parecida com a minha, mas esquecer não é fácil ainda mais quando se ha amor..

    ResponderExcluir
  13. Impressionante como passamos por momentos iguais né? Senti que me enquadrei em cada palavra sua!
    E estou esperando o Sol de amanhã.

    Adorei seu blog! Vou seguir!

    bjobjo

    ResponderExcluir
  14. De olhos fechados ninguém me verá chorar. Tempestade invade por dentro, comprime o coração atento, e depois do quase-fim, um recomeço. Resolvi parar, sorrir, descansar. Chorar se necessário, e falar algo que alivie a alma.
    Lindo Daniela, seu blog e uma delicía de ler e ver.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. esse texto ficou maravilhoso... e o novo lay então, nem se fala *-*

    ResponderExcluir
  16. ''Que encontre a paz no meio da escuridão''

    Encontrar a paz na escuridão, uma luz no fim do túnel.. voltar a tentar ser feliz.


    "Mas é claro que o Sol vai voltar amanhã, mais uma vez, eu sei. Escuridão já vi pior de endoidecer gente sã.. '' Adoro Legião.

    ResponderExcluir
  17. Ei, menina
    Fazia tempo que não passava aqui!
    bjs

    ResponderExcluir
  18. e sempre existirá esperança... :D

    postei uma frase desse texto teu no traco-a-traco.blogspot.com.

    bjo :*

    ResponderExcluir
  19. Apenas viver isso é o importante!
    Um beijo Daniela!

    ResponderExcluir
  20. eu, sinceramente, não sei o que comentar sobre o seu post. vai parecer BEEEEEM clichê, mas esse é um dos melhores textos que eu vi em um blog desde que eu criei o meu, juro que não é mentira nem exagero. é que, puts... eu amei esse texto.

    ResponderExcluir
  21. Nossa, eu amei, tu mandou muito bem ai, gostei bastante *-*

    ResponderExcluir
  22. Exato, hora de dar um UP em tudo, é hora de catar os pedaços, colocar um tênis de caminhada e ir em frente, e nada de chorar, sempre tem alguém na esquina, esteja atenta, okay? beijo,

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  23. Além do horizonte existe um lugar bonito e tranquilo pra viver em paz.

    Texto lindo e inspirador. Beijos.

    ResponderExcluir
  24. "Eu não quis cair, mas quando vi já estava assim e as estrelas pareciam muito distantes."

    Já faz um tempinho que visito seu blog, mas hoje não resisti e tive que comentar.
    Tem muito a ver com o que vivi esses dias e com o que pensei também.

    Parabéns pelos textos!
    Eles me passam tanta emoção, que é difícil não se identificar.

    Beijo ;***

    ResponderExcluir
  25. Adoro ler e reler os teus textos. Lindo.

    ResponderExcluir
  26. O sol volta sempre. Todo dia ele surge, nos contempla no céu até a hora de dizer um 'até breve' - nunca um 'adeus' - porque lá vem a lua. Mas e daí? Ele volta amanhã, mas e as coisas de ontem? E as lembranças e aquele passado que a gente insiste em nos perseguir? Não consigo viver só de presente quando o presente não me satisfaz tanto quanto o antes me satisfez. Não dá. É hipocrisia dizer que vivo intensamente o hoje, pois sei que vivo-o pensando no ontem. Espero que você tenha mais sorte, Dani. Só pra não esquecer: adoro quando você invade minha mente e escreve exatamente o que sinto. Obrigada por esclarecer coisas que não entendo

    ResponderExcluir
  27. Muito lindo mesmo!
    Você tem um dom *-*

    ResponderExcluir
  28. "Que seja feito pelo amor e não pela razão, que encontre a paz no meio da escuridão. Que guarde espaço para a saudade, para a eternidade do que acabou. Que a chuva pare, que o céu permaneça. Que o silêncio seja respeitado, inviolável."

    Amei o texto, pricipalmente essa parte!

    Recomeçar é preciso sempre ne!

    bjos flor

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Os seus textos são sempre legais. Cheio de subjetivismo, de abstrações.
    Muito interessante.
    Valeu pelo comentário.
    :*

    ResponderExcluir
  31. Coisas do amor.. eheheheh

    Beijos / Passa la! =)

    ResponderExcluir
  32. Sei que vc deve estar acahndo que eu to forçando nessa história de Lacrimosa,mas esse texto tá lembrando a letra de "Kabinnet der sinne",só que o disco Inferno,como o nome sugere,é bem mais pesado do que os que você já ouviu.
    Quanto as Runnaways,assista a Cherry bomb no youtube(http://www.youtube.com/watch?v=XNC5ktLBAGk)e veja se gosta,até porque não está difícil achar as originais e comparar.
    Espero que curta bastante!

    ResponderExcluir
  33. amei, não conseguiria explicar como me sinto.
    sucesso.

    ResponderExcluir