segunda-feira, 1 de março de 2010

Deixo.

Lembro sempre do início, doce como vinho, inabalável atenção, carinho. Lembro calmamente, fingindo não ssentir cada pequena mudança. Encontrei a razão em não ter completamente, não receber. E encontrei da pior forma, com a dor congestionada no peito ultrapassando os limites, como uma estrada sem fim. Chego a dúvidar que suporto, e desisto sem desistir.
Percebi que é estranho, cada minuto, sem explicação.
Estranho é lembrar de algo que nunca soubemos, estranho é sentir falta de algo que nunca tivemos. Pior do que sentir saudades é não sentir nada, ser anestesiada por uma loucura, ouvir uma risada insana que não pertence à mim. Ter os dias pintados de luz, querer a vida cinza de quem vive e só espera. Só espera. Loucura.
Loucura é esperar por algo que nunca virá, não chegará. Loucura é querer uma realidade impossível. Impossível é querer. Felicidade é ter em quem pensar, saber que esse alguém pensa em você. Sorriso é aquele sem motivo, seu motivo é existir. E existir não é motivo.
Verdade é aquela que machuca por dentro, como o amor não correspondido. Amor não correspondido é desamor, desamor é recomeçar. Desamor é perder a vontade de viver e continuar vivo. Desamor é sentir o coração batendo no peito e querer não senti-lo. Anestesia, amortecimento. Anestesia é o silêncio de uma gritaria, tudo tão alto e tão quieto que cala o pensamento. Sentir é loucura, total insanidade.
Não existe, porque acabou ou porque nunca existiu, porque limitou-se, controlou-se. E isso não tem controle. Mas agora não importa, justamente porque acho que não existe. Porque acabou ou porque nunca existiu, e isso não importa. , deixo.
Não tenho mais nada à dizer. Tiro meu corpo, fecho os olhos, descanso. Eu já fiz demais. E o pior é que isso machuca muito, de uma forma que eu já citei, e já citei cada pequeno detalhe de dor, porém, sempre tenho algo a dizer. E detesto cada sensação, porque sei que o coração dispara, insisto, incansável que sou. E então você me abraça, eu penso na sua boca, você pensa na minha e nós nos afastamos sem tocar um no outro, digo "obrigado" e você diz "se cuida!".
Me cuido... Não sei até quando e nem por quê, mas faço.

21 comentários:

  1. Desamor é aquela fruta que cai do pé.
    Desamor é aquele sonho que é acordado no meio da história
    Desamor é um dia que não começou e nem terminou
    Desamor é um breve sentimento.
    Deamor é um quase beijo.
    Te cuida.
    Em breves palavras do coração, além de sons é dito amo-te, amo-te, amo-te. São sons primordiais
    Desamor é amar e não er amado
    Desamor é amar, ser amado e ser esquecido
    O que o coração pode entender de amor.
    Ele dira eternamente que ama
    Desamor é Desamar

    ResponderExcluir
  2. Se cuida, é quase sempre assim. Quando queremos algo a mais o "se cuida" nos parte ao meio. Amei o texto

    ResponderExcluir
  3. "E detesto cada sensação, porque sei que o coração dispara, insisto, incansável que sou."

    Que lindoo! =)

    ResponderExcluir
  4. Estranho é lembrar de algo que nunca soubemos, estranho é sentir falta de algo que nunca tivemos. Pior do que sentir saudades é não sentir nada, ser anestesiada por uma loucura, ouvir uma risada insana que não pertence à mim.


    a melhor parte, mais sincera.
    ameei

    ResponderExcluir
  5. você escreve tão bem, as vezes até me identifico. tão lindo, *-*

    ResponderExcluir
  6. nossa, que texto ótimo! *-* você se expressa muito bem ;)

    ResponderExcluir
  7. Desamor é perder a vontade de viver e continuar vivo. Desamor é sentir o coração batendo no peito e querer não senti-lo.

    É realmente assim que nos sentimos quando passamos pela dor do desamor.
    Muito lindo seu texto.

    ResponderExcluir
  8. ''Não tenho mais nada à dizer. Tiro meu corpo, fecho os olhos, descanso. Eu já fiz demais. E o pior é que isso machuca muito, de uma forma que eu já citei, e já citei cada pequeno detalhe de dor, porém, sempre tenho algo a dizer. ''
    Odeio escutar o se cuida! parece algo tão piedoso!
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Dani,
    às vezes precisamos passar por algo sem saber porque.
    Não desista dos seus sonhos!

    Te mandei email
    Beijos, moça do sorriso lindo!

    ResponderExcluir
  10. Muito muito muito lindo. "Felicidade é ter em quem pensar, saber que esse alguém pensa em você." Amei! Beijos.

    ResponderExcluir
  11. "então você me abraça, eu penso na sua boca, você pensa na minha e nós nos afastamos sem tocar um no outro".

    Muito legal seu post.
    Bem interessante mesmo.
    :)

    ResponderExcluir
  12. fazer as coias sem ter um porque
    por mais q seja justificavel
    é uma duvida e uma limitação que paira
    enfim.
    sao escolhas e sempre esperamos que elas deem Certo.

    resolvi encher o saco por aqui hehe
    .um abração
    e o povo no meu blog forneceu versos para o Nosso AXÉ..não se assute com isso quando visitar essa possilga de idéias vulgo meu blog kkkkkk
    e feliz dia da meteorologia que acaba com a gnt...
    e do drible porrada...aquele q vc dribla e leva um soco na cara,
    "má que violencia."

    ResponderExcluir
  13. Sorriso é aquele sem motivo, seu motivo é existir. E existir não é motivo.

    ui que lindooo
    muito perfeito o texto!

    beijo super ;**

    ResponderExcluir
  14. e se asfatam sem se tocarem :s
    aiii apresse coisa de filme ...

    ResponderExcluir
  15. Tudo bem ?

    Parabéns, seu blog merece, que venha por aqui muita vezes.

    Afinal, não temos tantos bons textos com estes seus à nossa disposição.

    Caso queira me visitar, meu blog é de humor.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  16. "Verdade é aquela que machuca por dentro, como o amor não correspondido. Amor não correspondido é desamor, desamor é recomeçar. Desamor é perder a vontade de viver e continuar vivo."

    Texto maravilhoso Daniela!
    Me indentifiquei mto c ele, principalmente com essa parte!

    Parabéns pelo post, perfeito!

    bjo

    ResponderExcluir
  17. Loucura é não ser louco um só período que seja.
    É preciso enlouquecer para não morrer de desgosto nesse mundo tão 'certo'.

    Gostei do texto, li muitas verdades nele.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Adorei o seu texto.

    "Consolai-me as mágoas
    Que não passam mais
    Minhas pobres mágoas
    De quem tem paz.
    Ter paz..."
    (Vinicius de Moraes)



    Beijos menina.

    ResponderExcluir
  19. 'Ter os dias pintados de luz, querer a vida cinza de quem vive e só espera. Só espera. Loucura.
    Loucura é esperar por algo que nunca virá, não chegará. Loucura é querer uma realidade impossível. Impossível é querer. Felicidade é ter em quem pensar, saber que esse alguém pensa em você. Sorriso é aquele sem motivo, seu motivo é existir. E existir não é motivo'.


    muito lindo, você é espetacular ! podicrer *-*

    ResponderExcluir