sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

I still hear your voice.

Aos poucos as lembranças tornam-se raras, desaparecendo de meus olhos como gelo ao Sol. Rápido e instantâneo, só restam as palavras. Como em uma utopia, um dejavu inexistente em um futuro que jamais acontecerá. Em sua perfeição busco defeitos e me pergunto porque ainda sonho com você, se nossa realidade mudou, todos os planos evaporaram como a água que um dia foi gelo.
Me cansei de falar, pensar e escrever sobre você, cansei de cada pequeno pedaço do teu ser que me atrai, ser que eu nunca toquei nem vi, mas que mantém uma grande importância aqui. E eu lamento cada imagem que desejo, pois sei até onde isso me levará. Pois sei que gosto dessa irrealidade, dessas verdades inventadas, totalmente utópicas que meu inconsciente cria.
Logo estou cercada e não quero fugir, logo estou cansada e não quero desistir. Por pior que seja a resistência, por mais dolorosa e tola, resisto, e estou aqui, escrevendo (mais uma vez) sobre você. Você que me acomoda todas as noites em teus braços, você que me protege do escuro à nossa volta, você que só me visita em sonhos. De que adianta controlar cada pensamento durante o dia, se durante a noite, em meu sono leve, você me encontra e me faz rir só pra ver meu sorriso? E você me faz crer que sou totalmente inconsequente, e por algum motivo que desconheço, quando estou contigo sou, pois mesmo quando analiso cada palavra me vejo sorrindo perante uma pessoa que sequer me tocou.
Julgo-me incansável e sei que dia após dia me canso e não desisto, porque não existe um motivo para continuar e não há sentido em desistir. Busco um alívio, seja ele imediato ou não, real ou irreal. Procuro em seus olhos meus pensamentos, porque sei que você entende isso também, o que se passa aqui, o que eu penso e o que eu sinto, eu sei que você sabe.
Tento gravar sua voz e sei que minhas lembranças não fazem justiça à isso, e sei que reconheceria ela em qualquer lugar, no escuro, de olhos fechados. Eu afirmaria "É você" e pela primeira vez teria certeza disso, simplesmente sentiria, saberia. Assim como nascemos e respiramos, assim como abrimos nossos olhos ao acordar. Saberia.
Saberia sem sentido, sem razão, sem motivo. Mas saberia, porque existem coisas que nunca são esquecidas.

29 comentários:

  1. Amiga! Mais uma vez venho aqui lhe dizer que tuas palavras em si, trazem muita paz e reforço á sentimentos. Vc é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  2. Foi o texto mais lindo que eu já li teu, apesar de melancólico, lindo. Tocou no fundo esse, belas palavras. Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Não preciso citar como seu texto ficou ótimo.
    São muitas as vezes que nos embriagamos pela nostagia e lembranças, navegamos em sonhos.
    Beijos de Juliane
    Tenha um ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  4. Oiii sumidaaaa, passa la quando puder!! beijos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo esse texto menina !
    Tem certas coisas, que até no escuro poderiam afirmar que eram certeza, que eram verdade, por mais utopicas que possam parecer.
    ah, não sei se gostas, mas tem selinho pra você lá no blog.

    ResponderExcluir
  6. profundidade intensa !!
    (Julgo-me incansável e sei que dia após dia me canso e não desisto, porque não existe um motivo para continuar e não há sentido em desistir.)
    tens razao, e ler isso me deixou feliz .

    amovoceamiga

    ResponderExcluir
  7. que lindo *-*
    "se eu não te tenho aqui comigo, quando eu sonho eu posso encontrar"
    beeijos :)

    ResponderExcluir
  8. "Como em uma utopia, um dejavu inexistente em um futuro que jamais acontecerá. Em sua perfeição busco defeitos e me pergunto porque ainda sonho com você, se nossa realidade mudou, todos os planos evaporaram como a água que um dia foi gelo."

    hahaha, me identifiquei :/

    ResponderExcluir
  9. Fiquei boquiaberta com a tua arte. :O
    muito, mas mesmo muito, bom!

    ResponderExcluir
  10. Nossos sentimentos infieis nos traem tanto! Por mais que tentamos controlar os batimentos do coração o mesmo pode se revoltar e decidir parar, decidir acabar-se com si mesmo.
    Podes tentar desistir.
    Tais coisas te mostram uma face cruel, a lembrança, o amor, o tempo perdido ao olhar para um destino incerto ou um passado remoto. Seja como for crescera com todos os acontecimentos.

    ResponderExcluir
  11. Que texto liiinddoo! você escreve maravilhosamente bem!

    seguindo ;*

    beijos.

    ResponderExcluir
  12. nossa que lindo, me calou. *--* mas esses sentimentos mesmo com finais não muito felizes são tão lindos de sentir e relembrar. Guarde-os com carinho, pois nunca saberá quando e como voltarão. Lindo demais, você escreve MUITO bem.

    ResponderExcluir
  13. Lindoo Danii *-*
    aaamei ótima escritora vc
    beeeeijos
    ;***
    Isabela

    ResponderExcluir
  14. "Logo estou cercada e não quero fugir, logo estou cansada e não quero desistir."
    Me vi nessa frase, acho que meu caso é diferente do seu, mas é amor tambem. E a gente nao consegue esquecer o que nao queremos..

    Bom fim de semana, beijao querida!

    ResponderExcluir
  15. Sua história se confundiu com a minha nesse momento. Não só por cada palavra que você disse, mas pelo sentimento de perda e desistência, pelo fato de não se verem e até mesmo pelo título do post. Essa música me trás tantas coisas à mente. Tantas imagens de tempos que desisti de reviver, pois sei que são impossíveis já que ele desistiu de nós

    ResponderExcluir
  16. ps: tem selo pra você no meu blog

    ResponderExcluir
  17. Ahhhh, tem certas pessoas que adoram aparecer nos nossos pensamentos fazem as palavras sairem desse jeito né? :O

    -
    Texto lindo *_*.
    -
    Beeijos e até mais.

    ResponderExcluir
  18. Amei assim uma vez.

    O Guimarães disse, num livro dele, que 'tudo é e não é'. ^^'

    não sei o que eu quis dizer com isso, mas eu já amei assim uma vez...

    :*

    ResponderExcluir
  19. tem coisas que não queremos esquecer essa é a verdade rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Amor faz isso; não queremos lembrar, afastamos qualquer indicio de nossas palavras só descreverem-o e mesmo assim nada resiste ao que nosso coração nos obriga.
    Nem preciso falar que seu texto é lindo né?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. tem selinho pra vc no meu blog...
    bjus

    ResponderExcluir
  22. Nossa! Já falei que adoro tua forma de escrita. E realmente, há coisas que nunca esquecemos.

    ResponderExcluir
  23. Acho que todo tem uma fase assim na vida,eu mesma quando tinha sua idade passei por algo parecido,que mesmo depois de um tempo não consigo esquecer e ainda dói,mas eu tive que fazer uma escolha e acho segui o caminho certo.Sei que é meio errado pensar assim,mas é só finjir que a dor não existe,pra figurar que não tenho pontos fracos,mas todo mundo tem...
    Bom,seus texto são sempre belos,qualquer dia te mando um link pras letras do Lacrimosa,acho que vc deve achar que é besteira,mas musicam bem seus sentimentos agora,o único problema é que é em alemão,mas nada que um tradutor não resolva.
    PS:Na foto que voce coloca,o sorriso muda seus traços,mas se quiser usufruir das dicas do meu blog,leia as dicas da Anette ou da Simone.
    Bjos

    ResponderExcluir
  24. Há coisas que se eternizam.. E essa é a melhor parte!
    Beijão

    ResponderExcluir