terça-feira, 24 de novembro de 2009

Sempre me perdi entre o encontro e a despedida.

Acordei assustada, sua voz ecoando na minha cabeça, mas você já não está aqui. Só restou o vazio no lugar do seu abraço, uma lágrima de dor, um aperto de saudade. Vontade de voltar atrás... O frio me faz lembrar você,  pois eram seus braços que me aqueciam, e se a angústia existe, ela está aqui, junto ao medo de não vencer, mas vencerei, sou a pessoa mais forte que já conheci.
Não posso lamentar o amor inventado, não posso deixar de viver. Hoje, mais do que nunca, preciso sorrir, e mostrar à mim mesma de que sou capaz de reerguer-me, mesmo se o céu cair sobre meus ombros. Vou me levantar sempre, pois a pior dor é a de não ter esperanças...
Quero algo pra lembrar, e quero algo que me faça esquecer. Por que tenho medo do que permanece. Tenho medo do que me faz pensar, pois não sei a reação que vem a seguir. Não sei o tamanho da dor que invade, não sei nada sobre perder algo tão raro. Não sei por que nunca tive, e por não ter não perdi.
Agora eu quero lavar meu rosto e tirar todas essas marcas de solidão que em mim permaneceram. Não sei por quanto tempo dormi, sei somente que há pouco acordei, e os sonhos sempre parecem melhores que a realidade... Sempre me perdi entre o encontro e a despedida.
Sempre me perdi dentro dos olhos escuros que insistem em me olhar, no sorriso que insiste em me acompanhar. E se eu sentir que não posso me abandonar, estarei feliz por saber que parte de mim é você, e assim, você sempre estará comigo. Mesmo depois da despedida.

24 comentários:

  1. Solidão dói, saudade aperta mas é como vc disse, sempre levaremos uma parte da pessoa amada e assim ela vai tá sempre com a gente.
    Lindo texto!
    Bjooss

    ResponderExcluir
  2. Daniela, que's palavras lindas são essas?
    Sério, minha boca foi abrindo enquanto lia aqui. Haha

    Sentir solidão é ruim.
    Parece um caminho eternamente sozinho.

    Um beijo :*

    ResponderExcluir
  3. Depois do meu post hoje, esse seu texto bateu muito comigo. Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  4. O encontro é contagiante.
    A despedida é dor.
    Um espaço grande entre um e o outro.
    Com um contexto escrito.
    E agora?

    Bjos menina.

    ResponderExcluir
  5. Coisa liiinda de se ler, Dani :)
    gosto muito daqui, porque é aconchegante.

    ResponderExcluir
  6. "Agora eu quero lavar meu rosto e tirar todas essas marcas de solidão que em mim permaneceram."

    Lave o rosto, levante, abraçe a vida...aproveita cada segundo, dê asas a seu dia!
    ^^


    beijos, flor
    =*

    ResponderExcluir
  7. Dani,
    São nos desencontros que nos encontramos e nos perdemos para nos achar..

    São nas despedidas que podemos sentir saudades e na saudade aprender amar..

    São nos pedaços encontrados de mim que te acho e te guardo pra nunca mais devolver...

    Beijos minha flor

    ResponderExcluir
  8. qq coisa mas linda de se leer danii , adoorei adooorei a simplicidade qe vc escreve , parabens . bjos :D

    ResponderExcluir
  9. chega-se como quem beija, parte-se como se chora, fica-se como se nunca se partisse.

    ResponderExcluir
  10. axei assim, triste e muito profundo, ha tem pos não lia algo assim seu amiga. Mas esta liindo e bem escrito :)


    amovc

    ResponderExcluir
  11. Muito bonito o texto... um pouco fúnebre, porém belo! ;*

    ResponderExcluir
  12. É por isso que nos sempre teremos motivos para continuar a viver...

    ResponderExcluir
  13. Eu to passando a mesma coisa ^^
    me identifiquei MUITO com teu texto,e a propósito, ela ta mt lindo *-*

    " Acordei assustada, sua voz ecoando na minha cabeça, mas você já não está aqui. Só restou o vazio no lugar do seu abraço, uma lágrima de dor, um aperto de saudade. Vontade de voltar atrás... O frio me faz lembrar você, pois eram seus braços que me aqueciam,"

    ResponderExcluir
  14. Essa dor de amor inventado. Sensaçao de ter perdido o que na verdade nunca se teve. O importante é reergue-se

    ResponderExcluir
  15. Essas despedidas que nos fazem crescer querendo ou não. E depois delas temos que nos acostumar com o que restou. Acostumar com o vazio.

    ResponderExcluir
  16. Impressionante como sempre suas palavras me tocam e como eu me encontro em algumas frases.

    beijos!

    ResponderExcluir
  17. Romântica menina! Lembra do poema do Charlie Chaplin que me mandou? "(...)e ao notar que tu sorrir todo mundo irá supor que és feliz"... Mas que não somente suponham, que acredite e que você seja.

    ResponderExcluir
  18. _ah! liindo *-*
    Saber separar e guardar apenas as boas lembranças de situações em nossa vida é maravilhoso , mesmo depois de uma despedida ;)
    Bjoos ;*

    ResponderExcluir
  19. é o blog com ambiente mais convidativo e gostoso q jah visitei.
    sempre sinto isso quando venho aqui
    ainda mais quando leio ótimos textos.

    meus parabens..
    continue assim.
    romancista de primeira.
    tens futuro mulher!.

    grande abraço
    ótimo fDs.
    e feliz dia das luzinhas de natal que não funcionam...
    /O_REVOLTADO

    ResponderExcluir
  20. Minhas palavras sumiram depois de ler você assim, tão doce. E acontece sempre.

    Posso só sentir, então?

    Um beijo, Dani.

    ResponderExcluir
  21. É verdade, o amor é o ínicio e o fim de tudo, o amor é tudo! Mas eu tava num momento total apática, mas agora o sentido de tudo voltou.

    Encontros e despedidas, dá um nó aqui dentro e nos abala de um jeito ou outro. Despedidas nunca sõa boas, mas as lembranças e o sentimento continuam e é por isso que vale a pena continuar.

    Beeijos Flor (:

    ResponderExcluir
  22. Own querida vai passar! e olhe solidão saudade de alguém, de um amor doi, e doi muito, mais vc supera com o tempo viu!
    beijos querida!

    ResponderExcluir
  23. - Separar e Guardar as boas lembranças...
    Saber fazer
    e o sgnificado de tudo issoo.
    é sempre melhor
    ador ti ler..

    Beijos Flor'

    ResponderExcluir
  24. eu finalmente lii amor...
    obs: lindo como todos os anteriores!

    Beijo amo uste! ♥

    ResponderExcluir