domingo, 29 de março de 2009

La noche del sábado

Não sei descrever muito bem como me sinto agora, confusa, não penso em nada, em ninguém, não tenho ninguém pra pensar; Não tenho segredos, antes de dormir penso em histórias de ficção imaginando cada palavra lida.
Dando vida à pessoas que nunca vi e dificilmente voltarei a ver.
Perdi costumes, abandonei sonhos, vontades;
Sorri de saudade e chorei de alegria, o quão fui falsa com as minhas emoções.
Senti e não senti, tive medo. Joguei fora...
Falei coisas sem propósito, matando o tempo em pensamentos, imagens, sorrisos; suspiros.
Perdi a noção, tive medo, chorei, me recuperei, recai; tive vontades, desejos. Medo.
Muito medo...
Ouvi a melodia, senti as notas, falei as palavras, ouvi o que não queria, li o que temia.
Vivi momentos, não teve importância, nem falta.
Bebi o veneno, acertei o alvo.
Me perguntei o porque.
O porque da vida, do céu, do inferno; O porque da tristeza, da alegria, do medo; O porque das flores, das pedras; O porque de mim, de você; O porque da saudade.
Não encontrei respostas. Li. Pesquisei. Busquei problemas, encontrei.
Sorri fracamente, um sorriso que não atingiu os olhos. Senti saudade, senti falta.
Mas falta de que? De quem?
Recai, ouvi os sons, tive os desejos. Pensei nos textos, livros, autores. Discussões; E o porque daquilo; O porque disso.
O sentimento, o abraço, sorriso, beijo.
A paixão, o amor, o ódio; Sentimentos tão diferentes e tão iguais; Distantes e próximos.
E o desejo mais uma vez. Leve tentação.

3 comentários:

  1. ... é amr na maioria das vzs
    a gnt procura coisas e achamos o que
    tinhamos medo de achar,mais TUDO é superável.
    Tudo !

    :)

    teamo (L)

    ResponderExcluir
  2. Tudo, porque amar é algo celestial :D

    teamo (L) [2

    ResponderExcluir
  3. eu gosto desse
    faz lembrar tempos em que nada fazia sentido
    uma busca solitária à nada :D
    gosto mto desse *--*

    ResponderExcluir